Foi em 1917, na pequena localidade de Dihika, em Bengala/Índia, que o mestre iogue Paramahansa Yogananda deu início a uma escola que somava os princípios da ciência da Yoga aos conteúdos tradicionais:  “O ideal da educação correta sempre estivera em meu coração. Via claramente os áridos resultados da instrução comum, que visa apenas o desenvolvimento do corpo e do intelecto. Os valores morais e espirituais, sem cujo apreço nenhum homem pode encontrar a felicidade, ainda estavam ausentes do currículo formal”, narra  no capítulo “Fundação de uma Escola de Yoga em Ranchi” de sua Autobiografia.

No ano seguinte, com a ajuda de um marajá de Kasimbazar, ele adquiriu um terreno maior na cidade de Ranchi, a 300 km de Calcutá. Este edifícil principal da nova instituição de ensino foi intitulado Yogoda Satsanga Brahmacharya Vidyala e lá foram organizados programas para os cursos primário e secundário que incluiam: matérias agrícolas, industriais, comerciais e acadêmicas. Adotando os ideais educativos dos sábios indianos (cujos ashrams na floresta eram os antigos centros de cultura, tanto secular quanto divina, para a juventude da Índia), a maior parte das aulas era dada ao ar livre.

Havia também meditação e Yogoda, um sistema original de desenvolvimento da saúde do corpo. Seus princípios foram descobertos por Yogananda em 1916: “compreendendo que o corpo humano é semelhante a uma bateria elétrica, raciocinei que ele poderia ser recarregado de energia por intervenção direta da vontade humana. Como nenhuma ação é possível sem o querer, o homem pode usar o motor inicial – a vontade – para renovar sua força sem penosos aparatos ou exercícios mecânicos.

Com simples técnicas Yogoda, qualquer um pode, consciente e instantaneamente, recarregar sua força vital (centralizada no bulbo raquidiano), retirando-a do ilimitado suprimento de energia cósmica.

100 anos de Ranchi

Yogananda com alunos da escola de Ranchi

Os jovens de Ranchi responderam positivamente ao treinamento Yogoda, desenvolvendo extraordinária habilidade para transferir a força vital de uma parte do corpo a outra e para sentarem-se em pose perfeita nos mais difíceis asanas (posturas). Realizavam proezas de força e resistência que muitos adultos vigorosos não conseguiam igualar.”

A escola cresceu até se tornar uma instituição bem conhecida em Bihar e em Bengala. Hoje, é sustentada, sobretudo, por donativos de pessoas que se regozijam em perpetuar a sabedoria dos rishis. Além da instituição de ensino, também possui um departamento médico que fornece gratuitamente remédios e serviços médicos aos pobres da localidade.  Outras escolas How-To-Live existem atualmente na Índia.

No Ocidente, precisamente no Brasil, temos uma que se inspira no mestre e educador Paramahansa  Yogananda e no currículo How-To-Live. Fica na cidade de São Paulo e tem o nome de Arte de Ser, uma homenagem aos pilares que regem essa filosofia.

100 anos primeira escola How-To-Live

Arte de Ser – A ciência da yoga na arte de educar

Na porção mais silenciosa do bairro da Lapa, em São Paulo, onde as construtoras ainda perdem para a história, há um sobrado aconchegante que abriga a Escola Arte de Ser  – a única no Ocidente a ter por metodologia de trabalho a filosofia do mestre iogue Paramahansa Yogananda. No formato de uma associação sem fins lucrativos, a escola busca desenvolver temas relacionados à Cultura da Paz e estimula, desde cedo, a criança a desenvolver os quatro pilares sistematizados por Yogananda e que contemplam as 4 dimensões do ser humano:

Ciência do Corpo

Aprendizagem sobre os princípios de energia que regem o corpo. Os bons hábitos como uma boa alimentação, a importância da respiração, o respeito aos ritmos da vida para o equilíbrio entre o brincar, comer e dormir são transmitidos através de diversas vivências lúdicas para que a própria criança possa desenvolver a consciência de como construir uma vida saudável e equilibrada.

Engenharia Mental

São estimuladas a força de vontade, a coragem e a perseverança para a construção de uma vida baseada em um plano de vida preenchido pelos nobres ideais.

Artes Sociais

As artes de compartilhar, da cooperação e da interdependência que temos como seres humanos fazem parte do cotidiano escolar.

100 anos primeira escola How-To-Live

Dimensão Espiritual

A relação da criança com sua riqueza interior é o principal objetivo do sistema educacional da Arte de Ser. As práticas de meditação e todas as atividades propostas contribuem para o desenvolvimento da concentração e para a sabedoria de que existem leis que governam o Universo e cada um de nós é agente de seu próprio destino.

 

*A Arte de Ser, que em 2017 completa 8 anos, foi criada por um grupo de estudantes da Self-Realization Fellowship, todos professores de meditação, que realizavam oficinas para crianças e jovens na Omnisciência – distribuidora dos livros de Yogananda no Brasil e, posteriormente, editora de infantojuvenis voltados à Cultura da Paz.

 

Conheça a Escola: http://www.artedeser.com.br/

Coleção infantojuvenil da Editora Omnisciência: http://www.omnisciencia.com.br/editora-omnisciencia

Autobiografia de um Iogue: http://www.omnisciencia.com.br/autobiografia-de-um-iogue/p