Foco, concentração, consciência corporal – de modo a trabalhar a psicomotricidade, a coordenação motora e a lateralidade, além de ter por base valores e virtudes. Esses são apenas alguns dos muitos benefícios que a yoga para crianças promove. É por isso que, muito embora esta ciência milenar ainda encontre alguma resistência em famílias e instituições de ensino, a cada dia mais e mais pessoas vão a incorporando ao dia a dia e fazendo disso um programa alegre, saudável e prazeroso.

A palavra Yoga vem do sânscrito “yug”, que significa união da alma individual com o Espírito e, também, o conjunto de métodos pelos quais se alcança esse objetivo. Ela surgiu na Índia há aproximadamente 5 mil anos e foi sistematizada por Patânjali, em 8 passos – como se lê no texto abaixo, extraído da “Autobiografia de um Iogue”, best-seller do mestre indiano Paramahansa Yogananda:

“O sistema de Yoga de Patânjali é conhecido como Senda Óctupla. Os primeiros passos são: (1) yama, conduta moral, e (2) niyama, observâncias religiosas. Cumpre-se o yama por meio de: não ofender os outros, falar a verdade, não roubar, ser comedido e não cobiçar. As prescrições de niyama são: pureza de corpo e de mente, contentamento em todas as circunstâncias, autodisciplina, autoanálise (reflexão) e devoção a Deus e ao guru.

Os passos seguintes são: (3) asana (postura correta), a coluna vertebral precisa estar reta e o corpo firme, em posição confortável para a meditação; (4) pranayama (controle do prana, as correntes vitais sutis); e (5) pratyahara (retirar os sentidos dos objetos exteriores).

Os últimos passos são formas de yoga propriamente dita: (6) dharana (concentração), manter a mente numa só ideia; (7) dhyana (meditação) e (8) samadhi (experiência superconsciente). A Senda Óctupla de Yoga leva à meta final de Kaivalya (O Absoluto), em que o iogue experimenta a Verdade acima e além de toda compreensão intelectual.”

Tendo como base do Programa de Educação para Paz a filosofia How-To-Live, de Yogananda, onde a yoga permeia os quatro pilares que a definem (ciência do corpo, engenharia mental, artes sociais e ciência espiritual aplicada), ela não poderia ficar de fora da coleção infanto-juvenil. Foi por isso que reunimos especialistas no assunto e editamos títulos que trazem – de forma lúdica – o profundo conhecimento indiano e que podem servir de ferramenta para a prática em família.

Yoga com Música

O livro acompanha um CD com canções relacionadas às posturas da yoga ilustradas no livro. O pacote é estimulante a todos. Tanto crianças quanto adultos podem usufruir deste rico material e fazê-lo de guia para a execução conjunta, partilhando um momento de realização espiritual e alegria. Com o auxílio de Duda, uma jovem yoguine, questões da vida cotidiana – e que fazem parte do universo infantil – são aclaradas e podem servir de inspiração aos pequenos, despertando o interesse para a prática da yoga.

Yoga com Música foi escrito por Cris Pitanga, professora de yoga para crianças e formadora de educadores na área. Foi pensado também como suporte às aulas com os pequenos, bem como para tornar mais interessante o programa em família.

Saudação ao Sol – Surya Namaskar

Você sabia que na Índia as pessoas fazem uma Saudação ao Sol com todo o corpo? Ela se chama Surya Namaskar. Surya quer dizer Sol e Namaskar é um cumprimento de amor e gratidão. Os sábios iogues da Índia descobriram que essa sequência de posturas de Yoga é uma forma de manter o corpo e a mente saudáveis, conectados com uma das forças mais poderosas do Universo: a energia do Sol. Yoguine, uma jovem que pratica o Surya Namaskar, ensina a como se faz essa prática para encher o corpo de energia. Observe como as posturas se parecem com o movimento dos animais e dos elementos naturais. Afinal, os antigos iogues passavam muito tempo observando a Mãe Natureza.

Saudar significa, também, reverenciar: por isso, é muito importante que o Surya Namaskar seja praticado em silêncio e com o foco no momento presente. Essa atitude mental ajuda a desenvolver percepções especiais, o que será de grande valia no seu processo de autoconhecimento e autotransformação.

Esta prática da hatha-yoga movimenta o corpo de forma equilibrada, harmoniza a energia psíquica e desenvolve a concentração. E, para que os benefícios sejam alcançados, é preciso executar a sequência com calma, procurando sentir os movimentos e a respiração.

Ao ensinarmos essa postura, podemos lembrar sobre a magia do Sol que, mesmo tão distante, consegue abraçar nosso corpo com seu calor. Sugere-se que oriente as crianças a fazerem o Surya Namaskar visualizando um Sol dentro de seus corações.

Paramahansa Yogananda, considerado o pai da Yoga no Ocidente, ressaltava que para construir uma vida equilibrada, precisamos seguir uma dieta saudável, realizar exercícios físicos adequados como a hatha-yoga, tomar banhos de sol regulares, além de procurar deixar a mente sempre livre das ervas daninhas dos pensamentos negativos através da prática diária da meditação.

Algumas virtudes e qualidades internas são desenvolvidas naturalmente com a prática constante do Surya Namaskar, como: autoconfiança, alegria, coragem, espiritualidade, compaixão, equanimidade, paciência e amor. Esses valores passam a fazer parte da vida de quem se dedica à yoga.

Yoga é a educação da vontade. Ao ensinarmos o Surya Namaskar, estamos incentivando as crianças e jovens no caminho da autodisciplina, concentração e autodomínio. Obtendo essas qualidades, eles poderão alcançar suas metas, sejam elas materiais ou espirituais.

Veja a sequência:

Descubra o iogue que existe em você 

“Descubra o iogue que existe em você” é um livro interativo que oferece, por meio de atividades como: desenhos e pinturas, pequenos textos e exercícios de respiração, concentração e yoga, que crianças, adolescentes e até mesmo adultos despertem o aspecto iogue que possuem dentro de si.

Gopal e sua turma ajudam nessa empreitada, compartilhando suas experiências e práticas simples, que podem ser incorporadas à rotina e ajudam a lidar com os desafios do dia a dia, como: tranquilizar a mente, relacionar-se melhor com os outros ou, ainda, substituir pensamentos negativos por positivos.

 

Vamos realizar um exercício do livro, juntos, para aquietar a mente (especial para aqueles momentos de birra, ataque de raiva…)?

  • Sente-se no chão ou em uma cadeira. Feche os olhos e direcione seu olhar suavemente para o ponto entre as sobrancelhas.
  • Solte os braços ao lado do corpo.
  • Respire fundo e, ao mesmo tempo, eleve os ombros em direção às suas orelhas.
  • Solte o ar, abaixe os ombros e relaxe.
  • Faça isso cinco vezes.
  • Depois, deixe suas mãos sobre as coxas com as palmas para cima.
  • Respire, observando o ar que entra e que sai por suas narinas.
  • Aproveite alguns momentos da tranquilidade que conseguiu com esse exercício.

Links relacionados:

Yoga na educação para uma infância equilibrada 

Yoga e meditação para crianças da periferia de Pernambuco 

Por que Yoga nas escolas