OS PILARES PARA UMA VIDA EQUILIBRADA

A ciência da Yoga é uma das fontes mais utilizadas em todo o mundo para  a construção de uma Cultura de Paz, pois nela encontramos recursos e métodos que abrangem a integralidade do ser humano. Na Europa e nos EUA, a Yoga, como ciência, vem sendo muito aplicada à área da Educação, por ser uma ciência milenar que reúne princípios universais e não religiosos, que incentivam o respeito a todas as linhas espirituais e que permitem o autodesenvolvimento.

Uma das aplicações mais práticas da ciência da Yoga na área da Educação, é o sistema How-To-Live, criado pelo filósofo e educador indiano Paramahansa Yogananda, em 1917, ao fundar a primeira escola How-To-Live, na Índia. Atualmente, são quase cem escolas na Índia a utilizarem essa metodologia. No Brasil, temos a experiência de uma primeira escola inspirada na filosofia How-To-Live, com a Escola Arte de Ser, fundada em 2008, em São Paulo, que tem atuado como um projeto piloto para a disseminação dessa metodologia em nosso País.

O sistema How-To-Live apresenta um modelo simples e prático para estabelecer uma rotina para orientar crianças e jovens (e também os adultos) em direção a uma vida equilibrada e saudável. É dividido em quatro pilares que abrangem nossas vidas em todas as suas dimensões: Corporal, Mental, Social e Espiritual. É no equilíbrio em estabelecer atividades cotidianas que contemplem todos esses aspectos da existência humana, que está a chave para uma vida saudável e feliz, permeada pelos valores e princípios universais.

Esse estudo demonstra a influência que cada uma dessas dimensões tem sobre as outras, ou seja, o quanto a alimentação inadequada, por exemplo, pode influenciar o nosso padrão mental. E, também, o quanto um padrão mental pessimista e negativo pode influenciar a saúde de nosso corpo. E, ainda, como uma atitude de discriminação social desenvolve uma mente rígida e inflexível, que impede a pessoa a abrir-se para uma vida ativamente saudável, aberta a novos conhecimentos.

RESUMIDAMENTE, ESTUDAM-SE NESSE PILARES:

Dimensão Corporal – Conscientizar que nosso corpo é como uma bateria de energia, que deve ser recarregada através de um ritmo diário que contemple: alimentação natural e saudável, exercícios físicos regulares, respiração correta, banhos de sol, contemplando também o tempo de descanso e sono adequados e o uso da energia sexual de forma harmoniosa e equilibrada.

Dimensão Mental – A mente á mãe de todas as nossas atitudes, emoções e sentimentos. Mantê-la sob controle traz saúde e felicidade. A criança e o jovem devem ser estimulados a nutrirem-se de bons conteúdos em geral – livros, músicas, filmes, acessos à Internet, entre outros – para um pensar correto e positivo, permeado pelos nobres ideais. A importância do cultivo dos bons hábitos deve ser estimulada, para que ampliem sua consciência de que cada um é o seu próprio agente na construção de uma vida feliz. Tudo o que fazemos repetidamente se torna um hábito. Dessa forma, é fundamental que as crianças e jovens percebam o quanto os bons hábitos nos auxiliam a nos tornar autores de nosso próprio destino, enquanto que os maus hábitos nos escravizam.

Dimensão Social – o incentivo a um modo de vida mais colaborativo, “substituindo o desejo de possuir, pela alegria de compartilhar”, como destaca Yogananda é a base para um modelo social mais justo e amoroso. Da mesma forma que estimulamos a busca de bons conteúdos como forma de fortalecimento da dimensão Mental, reforça-se no pilar Social a necessidade de associar-se com boas e sinceras amizades, que fortalecem a determinação para seguir pelo caminho das virtudes.

Dimensão Espiritual – Promover entre as crianças e os jovens, práticas contemplativas e meditativas, de interiorização e de observação, em sintonia com a Natureza, auxiliam muito no desenvolvimento natural das virtudes. A capacidade para realizar boas escolhas se fortalece, por aumentar, naturalmente, o poder intuitivo da Verdade. Uma simples prática de meditação sobre o momento presente, de olhos fechados, observando a respiração, concentrado no ponto entre as sobrancelhas, considerado um dos mais fortes centros de energia de nosso corpo, auxilia sobremaneira no equilíbrio e serenidade do ser humano, seja ele uma criança ou um adulto.

Carl Jung, um dos maiores nomes na área da Psicologia, dizia: “Quem olha para fora, sonha. Quem olha para dentro, desperta.”

Incentivar o contato com essa riqueza interior possibilita trazer à tona um sentimento de comunhão natural com todos os seres viventes do planeta, uma constatação de pertencimento e união com toda a Natureza. Isso permite que habilidades não-cognitivas, as virtudes tão necessárias no mundo atual, despertem naturalmente, como a paz, a não-violência, a paciência, a tolerância, a perseverança, o altruísmo, a generosidade, a retidão, a força de vontade, o amor e todas as outras qualidades do ser humano.

INSPIRAÇÃO PARA A VIDA TODA

O estímulo a conteúdos que conduzam as crianças e jovens para uma elevação do seu estado de consciência, incentivando o cultivo de bons hábitos em suas dimensões corporal, mental, social e espiritual, leva os próprios jovens à tendência de buscar conteúdos semelhantes em suas vidas, que os inspirem na prática dos valores e em vivências saudáveis.

Cientificamente, é comprovado que os bons hábitos, como as práticas contemplativas e meditativas, estimulam o lado frontal do cérebro, onde os neurocientistas afirmam ser a região que abriga os nobres pensamentos e os nobres sentimentos. Estimular essa região do cérebro, a partir da prática da meditação faz com que se estabeleça, no cérebro, redes neurais mais abertas e propensas para os pensamentos calmos e serenos.

As redes neurais, diz a Neurociência, são como “ruas” já trilhadas de pensamentos. Quanto pensamos em um determinado padrão, é como se o sulco desse tipo de pensamento ficasse mais profundo. Por isso, os hábitos mentais que adotamos determinam mais e mais o nosso padrão físico e mental. Desenvolver um padrão mental positivo, desde a infância, é fundamental para um desenvolvimento mais pleno e harmonioso do ser humano quando adulto.

A prática da meditação é uma das formas mais profundas de desenvolvimento das virtudes, ou habilidades não-cognitivas, reconhecidas como extremamente importantes, atualmente, na área de Educação. Ela auxilia no desenvolvimento da concentração, da calma, da perseverança, da criatividade, da coragem e de muitas outras qualidades humanas que contribuem para garantir o sucesso pessoal e mesmo profissional do ser humano. Juntamente com as práticas contemplativas, as artes, a música e as atividades cooperativas, promovem um modo de pensar mais colaborativo e desenvolvem o ambiente interior correto para uma vida feliz e próspera.

A chamada Inteligência Emocional está ligada a uma forma de agir e pensar capaz de unir mente e coração, e é a principal ferramenta que podemos oferecer para as crianças e os jovens para que possam se manter equânimes perante os desafios cada dia maiores de nossa sociedade contemporânea.

Conheça a Coleção Omnisciência de livros infantojuvenis, baseada no How-To-Live. Todos os títulos trabalham valores e virtudes com as crianças e jovens: https://goo.gl/w3fHcs