krishnaKhrisna estava brincando feliz quando, de repente, viu uma vendedora de frutas vindo pela rua. Khrisna, que parecia estar sempre faminto, saiu correndo para encontrá-la. Subitamente, ele parou quando lembrou da mão cheia de arroz que precisava ter como pagamento pela fruta. Correndo de volta para casa, tão rápido quanto suas perninhas poderiam levá-lo, Khrisna chamou: – Mãe, mãe por favor, posso pegar uma mão de arroz para pagar a fruta?

Sabendo o quanto seu querido amava frutas frescas, sua mãe Yashoda colocou uma pequena mão de arroz em sua mãozinha aberta, com um aviso: – Feche bem a sua mão! Se todo o arroz escapar através de seus dedos, não restará nenhum para pagar a fruta. Se você for descuidado, eu não vou lhe dar uma outra mão de arroz hoje e você terá que esperar até outro dia para comprar a fruta.

Khrisna balançou a cabeça com seriedade. – Sim, mãe, eu entendo, mas eu não terei que esperar porque vou lembrar de ser cuidadoso!

No entanto, como sua mãe esperava, assim que ele saiu pela porta a promessa foi esquecida, em sua pressa de chegar até a vendedora de frutas. Quando Khrisna se aproximou, ela perguntou com um sorriso: – Que fruta você escolhe hoje, pequenino? Escolha rápido enquanto você ainda tem uns poucos grãos sobrando que não escaparam pelos seus dedos.

Lembrando do aviso de sua mãe e também de sua ameaça, Khrisna olhou para sua mão e viu que havia somente uns poucos grãos de arroz sobrando. Olhando para a vendedora de frutas, ele perguntou: _ Será que dá para uma manga? Mesmo uma pequenininha? E então sorriu esperançoso.

Quem poderia resistir ao sorriso de Khrisna? Certamente não a vendedora de frutas. Escolhendo a maior e mais bonita manga ela o entregou dizendo: Eu tenho um preço especial para mangas hoje, pequenino.

krishna

Com um sorriso ainda maior, Khrisna aceitou a manga graciosamente. Então colocando-a cuidadosamente na grama, ele pegou um cantinho do sari da vendedora e fez dele um pequeno saco. Dentro deste saquinho, ele jogou os grãozinhos de arroz que ainda estavam em sua mão e amarrou com segurança. Assim, agradecendo a vendedora de frutas, ele pegou sua manga e foi comê-la, cuidadosamente, lembrando de guardar um pedaço para sua mãe.

Foi só mais tarde que toda a história chegou aos ouvidos de Yashoda. Quando a vendedora de frutas chegou a sua humilde casinha, ela desamarrou o saquinho no canto de seu sari. E foi então que ela viu que cada grão de arroz, dado a ela por Khrisna, tinha se transformado em pedras preciosas.

Conto extraído do livro: “Krishna de Divine Flautist” – Nirana

Quer ler mais contos de Krishna? Um livro com contos muito legais de Krishna é o Grande combate, que você pode conferir no site da Omnisciência clicando aqui.

Temos um post que explica (com base nas obras de Paramahansa Yogananda) qual o significado da vida de Krishna para o homem moderno, confira!

A Yoga do Bhagavad GitaSe quiser um livro mais completo, sobre os ensinamentos de Krishna com base na Yoga, A Yoga do Bhagavad Gita é sua pedida. Saiba mais sobre o livro aqui.

 


Via: http://www.culturadapaz.com.br/krishna-e-o-preco-por-uma-manga/