Poste da Paz

Tininha Calazans e o Poste da Paz

Há cinco anos, os integrantes do Movimento Comunitário Estrela Nova reúnem-se para uma celebração especial em torno de um dos mais de cem mil Postes da Paz espalhados em todo o mundo: uma estrutura de madeira com a inscrição “Que a paz prevaleça no mundo” em diferentes línguas. A ideia do Poste da Paz surgiu em Hiroshima, no ano de 1955, quando o japonês Masahisa Goi, diante da tragédia ocasionada pela bomba atômica, pensou numa prece que abraçasse todos os povos.

Inspirada pela Cultura de Paz, a ong reserva um dia para reunir personalidades de diversas linhas religiosas na celebração que exalta a paz. Uma delas é Daniel Calmanowitz (presidente da Fundação Lama Gangchen para a Cultura de Paz). Na edição deste ano, ele alegrou as crianças, jovens e educadores e trouxe afirmações para serem repetidas que são uma receita para se ter paz: “Falar com paz, escutar com paz, olhar com paz, tocar com paz, pensar com paz”. Uma das professoras da Estrela Nova também emocionou a todos com a história da lenda do tsuru (ao fazer 1.000 dobraduras deste pássaro em origami, tem-se um desejo realizado).

Emi Schoenmaker

Emi Schoenmaker, coordenadora executiva do Movimento Comunitário Estrela Nova

A arte-educadora Tininha Calazans encantou a plateia com a história inspiradora de Madre Teresa de Calcutá (lançando oficialmente o novo livro infantojuvenil da Omnisciência)E as crianças e jovens interagiram inúmeras vezes com a Tininha, ao viajarem pelas experiências de amor e bondade de Madre Teresa. Ao final, cada uma delas lançou uma bexiga – azul ou branca, cores da Estrela Nova e, também, das vestes de Madre Teresa – ao sabor do vento para que a frase “Que a paz prevaleça no mundo” alcance diferentes corações.

Madre Teresa, a heroína da bondade – O livro

Alguns seres humanos se destacam pelas obras humanitárias que realizam com recursos mínimos.  Ao longo da história, muitos homens e mulheres de renúncia agiram em prol da paz e da fraternidade no mundo. Destemidos e focados em suas missões, permaneceram firmes nos propósitos, apesar das dificuldades. Por isso, o eco de seus feitos ultrapassa o tempo – reverberando no coração das pessoas.

Madre Teresa

Madre Teresa de Calcutá é um dos maiores exemplos que a história da Humanidade já teve. Ao  atentar às suas fotos pode-se perceber um olhar inspirador de infinita bondade. Miúda, magrinha, com uma alma grandiosa: fortaleza para os necessitados. Sua obra é extensa e, até hoje, as Missionárias da Caridade (organização por ela criada) perpetuam seu trabalho em lares de acolhimento a pessoas doentes e em situação de rua, espalhados por diferentes partes do mundo – todos eles baseados no amor e no altruísmo. A madre foi eleita Nobel da Paz em 1979 e o livro conta, de forma leve e lúdica para o público infantojuvenil, a grandeza desse ser que doou sua vida para a causa dos “mais pobres entre os pobres” nas ruas de Calcutá, na Índia. Lutando bravamente para minimizar a miséria e a dor daquelas pessoas que viviam abandonadas ao relento, tratando-as com dignidade e profundo respeito.

Muito embora não esteja mais – fisicamente – entre nós, essa doce e profunda mulher, permanece viva no coração daqueles que anseiam e lutam por um mundo mais justo, rico em afeto e bondade. Por isso a sua história, inspiradora, deve ser propagada aos quatro cantos  (sobretudo às crianças). Perpetuá-la é manter acesa a esperança no ser humano e num mundo futuro mais feliz, onde o amor seja tão natural quanto respirar.

Madre Teresa, ao lado dos grandes ícones da Paz contemporâneos, como: Gandhi, Martin Luther King e Nelson Mandela, ainda é uma figura não muito conhecida para todos nós. Os poucos livros publicados no Brasil sobre ela estão – em sua maioria – esgotados, o que é uma pena, pois a história de sua vida e seus pensamentos são extremamente inspiradores para o desenvolver da humildade, da paciência, da perseverança, da esperança e de uma profunda fé.

A Coleção Heróis da Verdade procura trazer ao universo infantojuvenil o conhecimento dos verdadeiros heróis da humanidade, como o de Madre Teresa, com a intenção de resgatar os valores essenciais que acompanham a história do ser humano em todos os tempos e culturas.

“O que fazemos é uma gota no oceano, mas se não fizermos, o oceano irá sentir falta.”

Madre Teresa de Calcutá (1910-1997)

Sobre a Estrela Nova

Na década de 1980, um pequeno grupo de moradores da região de Campo Limpo, em São Paulo, resolveu se unir para melhorar as condições gerais e o bem-estar da comunidade.

Legalmente instituído em 1984, como uma organização social sem fins lucrativos, o Movimento Comunitário Estrela Nova carrega 32 anos de atuação nos bairros Jardim Paris, Jardim Helga e Jardim Elizabeth. Sua missão é apoiar as famílias desses bairros em seu desenvolvimento por meio de uma rede de ações socioeducativas integradas, com ativo envolvimento da comunidade.

Movimento Comunitário Estrela Nova

A visão que norteia os trabalhos da entidade é ser reconhecida como catalisadora da melhoria das condições de vida das famílias e de transformação social da comunidade onde atua, por meio da qualidade e eficácia de atuação e gestão.

E seus valores são: presença, saber ouvir, perseverança, ética, qualidade, eficácia e compromisso com a sustentabilidade (financeira, ambiental, humana e social). Você pode conhecer melhor esse trabalho no site da Estrela Nova: http://www.estrelanova.org.br/

Veja como foi o evento de lançamento do livro no Movimento Comunitário Estrela Nova:

O livro você pode conferir no seguinte link: http://www.omnisciencia.com.br/madre-teresa-a-heroina-da-bondade/p


Via: http://www.culturadapaz.com.br/madre-teresa-heroina-bondade/