A música não é ouvida apenas pelo sentido da audição: é sentida por todo nosso corpo. Pode nos ajudar a transmutar sentimentos e pensamentos negativos em sentimentos nobres, pensamentos elevados, calmos, positivos, alegres. A música atravessa as barreiras da intelectualidade e abre as portas da consciência.

A música é um dos melhores aliados terapêuticos para trabalhar questões sociais, emocionais e psicológicas entre as crianças e os jovens. Ela atua em um campo sutil, acessando sentimentos escondidos, pensamentos que ainda não chegaram ao plano na consciência.

“Desde tempos muito remotos da civilização humana, a música esteve vinculada ao conhecimento da natureza, aos seus ciclos e ritmos, e também a propósitos terapêuticos e curativos”, destaca Augusto Weber, músico e médico, em seu livro Música e Acupuntura. Grandes filósofos e cientistas da humanidade, como Pitágoras, Platão, Avicena, Lutero, entre muitos outros, associaram a cura de doenças à música.

Na Índia, segundo a ciência da yoga, a própria criação do universo se fez a partir da manifestação divina do Om, que é feito de som e luz, o elemento primordial, a partir de onde tudo o que existe foi criado. Indianos, sufis e persas desenvolveram importantes sistemas musicais, extremamente sofisticados, relacionados com a cura e com a consciência.

As crianças, desde pequenas, gostam muito de música. A indústria cultural do consumo percebeu isso há muito tempo e cria estratégias para bombardear as crianças com músicas comerciais, que geram agitação mental e estimulam o desrespeito aos valores humanos essenciais nos nossos jovens.

O Programa Omnisciência de Educação para Paz desenvolve, há mais de dez anos, um trabalho apoiado na atividade musical com canções que procuram estimular a resistência a um modo de vida consumista, incentivando o valor da simplicidade, do olhar para dentro, fonte de nossa infinita riqueza interior, que substitui as falsas necessidades do ter pela alegria de ser.

A figura do herói é muito utilizada em nossos projetos, pois é necessário a força de um herói para resistir aos apelos consumistas da nossa sociedade atual. Duas das músicas principais de nosso projeto que trabalham esse conceito são: Hino dos Heróis da Verdade e Batalha Interior.

Elas são inspiradas no Bhagavad Gita, uma das mais importantes escrituras hindus, que conta a história de uma grande batalha que, na realidade, representa o bem e o mal dentro de nós, nossas virtudes e defeitos.

O trabalho de todo educador, seja ele um pai ou um professor, começa na autoeducação. Nesse sentido, nosso trabalho musical se estende a músicas que possam resgatar a calma, a paz e o desaceleramento também entre os educadores.

Juntamente com as práticas contemplativas – como as artes, a dança circular e os jogos cooperativos –, a música promove um modo de pensar mais colaborativo e desenvolve o ambiente interior necessário para o cultivo de virtudes e de uma vida feliz e saudável.

Hino dos Heróis da Verdade:

Batalha Interior: