Alguém perguntou a um mestre:

– Mestre, como saber o exato momento em que a noite termina e o dia começa?

O mestre dirigiu-se a seus discípulos, perguntando se algum deles gostaria de responder à pergunta.

– É quando, ao nascer da aurora, já se consegue distinguir a macieira de uma pereira – disse um deles.

– Não, meu caro – retorquiu o mestre. – Não é isso.

– Então, é quando já conseguimos reconhecer um cavalo ao longe, na estrada – arriscou outro discípulo.

– Também não é isso – repetiu o mestre.

– Eu sei – afirmou outro. – É quando conseguimos distinguir um fio de cabelo branco de um fio de cabelo preto.

– Nada disso – tornou a dizer o mestre.

– Então, quando? – indagaram todos, curiosos.

– É quando olhamos qualquer ser humano e o reconhecemos como nosso irmão. Nesse momento, não importa que horas sejam, podemos ter certeza de que a noite terminou.

Conto da tradição judaica, extraído do livro “O homem que contava histórias”: http://www.omnisciencia.com.br/o-homem-que-contava-historias/p


Via: http://www.culturadapaz.com.br/o-dia-e-a-noite/