O dia do pais, antes de tudo, é uma data espiritual. Deve-se celebrar junto à família, mas – principalmente – sintonizar com o Pai comum. Para nos inspirarmos, segue um trecho do livro “A Eterna Busca do Homem”, de Paramahansa Yogananda, intitulado “O papel do pai”.

“Neste Dia dos Pais, afirmamos nossa fidelidade ao Pai Celestial. Embora o amor do pai humano nem sempre seja incondicional, ainda assim é guiado pela sabedoria, pelo respeito às leis e pela vontade de proteger os outros. Hoje prestamos nossa homenagem ao Pai Divino de sabedoria, justiça e proteção, representado em todos os bons pais humanos.

Um pai deve lembrar-se de que não é apenas um progenitor humano; é um representante do Pai Celestial. Rendo tributo a esse Pai Cósmico. É Ele que está por trás de todos os pais. Cada pai deve, portanto, compreender que tem a responsabilidade de comportar-se corretamente, pois a luz transparente do Espírito não poderá fluir através dele se sua mente estiver obscurecida pela ilusão e por pensamentos negativos. Deve manter-se puro, pois é através dele e de todos os outros pais que o Pai Celestial cuida dos filhos no mundo.

O corpo e a mente do pai humano devem ser um templo do Pai Divino. Como instrumento do Ser Divino, o pai representa seu maior papel criativo quando implanta, em seus filhos, pensamentos que conduzirão à realização divina.

Gerar filhos não é um feito extraordinário; os animais fazem o mesmo. Mas gerar filhos no plano do amor divino e em consciência espiritual é uma realização de muito valor.”

eterna-busca-do-homemExtraído do livro A Eterna Busca do Homem, trecho de palestra proferida por Paramahansa Yogananda no Templo da Self-Realization Fellowship, Hollywood, Califórnia, no Dia dos Pais, 18 de junho de 1944.

Se quiser saber mais sobre o livro, clique aqui.


Via: http://www.culturadapaz.com.br/o-papel-do-pai-por-paramahansa-yogananda/