Resiliência é um termo que vem do latim “selie” (saltar) acrescido do prefixo “re”(novamente). A sua tradução mais comum é “voltar ao estado normal”. A psicologia e outros ramos das ciências humanas emprestaram esse termo da física, que o utiliza para explicar a capacidade de um material retornar à forma inicial após acumular energia quando submetido a um processo que o força sem que ele, no entanto, rompa. Exemplo: Uma bola pode sofrer ranhuras ao ser amassada mas, depois de algum tempo, voltará a ser redonda.

Na psicologia, resiliência expressa a capacidade que o ser humano tem de, apesar das inúmeras dificuldades da vida (que podem ser comparadas às ranhuras da bola), não perder a sua forma e depois de algum tempo conseguir restabelecer o equilíbrio.

Publicamos aqui no blog uma entrevista com a educadora alemã Ute Craemer, que tem larga experiência com crianças e jovens, sobretudo de regiões periféricas, pois é fundadora da Associação Monte Azul – uma experiência inovadora de intervenção social. 

Na ocasião, ela fez uma reflexão interessante a respeito do tema, aplicando-o à realidade infantil: “Resiliência é um conceito que surgiu em pesquisas nos anos 70. Tem certos pontos principais na vida de uma criança onde ela deve criar um esteio interior para poder arcar com os obstáculos da vida adulta. Um destes pontos é o vínculo com uma pessoa de confiança: podem ser os pais, aliás, deveriam ser os pais, mas há situações em que eles não têm condições, então pode ser qualquer outra figura que convive e ouve a criança. É o que faz um bom educador, por exemplo. A falta de afeto e suporte nos primeiros anos de vida pode acarretar em uma adolescência complicada.”.

Auxiliar a criança na construção de pontes internas, portanto, que a levem à calma e permitam que se recupere – de forma serena – dos problemas e conflitos que se apresentarem não só possibilita uma fase (infância) mais saudável, como também garante um adulto mais seguro de si. Por isso, faz-se necessário – desde pequeno – instrumentalizar os pequenos com valores e virtudes dos quais se lembrarão por toda a vida.

Bons exemplos

Foi pensando nisso que a Omnisciência criou a coleção Heróis da Verdade, cujo objetivo é fornecer material suficiente para que educadores em geral apontem às crianças histórias de vida de grandes mestres da humanidade que, agindo de forma pacífica, venceram a si mesmos em suas dificuldades e não se deixaram levar pelas críticas e/ou violências que lhes foram imputadas. Verdadeiros resilientes, Francisco de Assis, Gandhi e Madre Teresa de Calcutá são lembrados, até hoje, pela força interior e pelo fato de não terem se entregado aos empecilhos de seus caminhos:

Francisco, apesar de ter nascido em “berço de ouro” e de todas as investidas contrárias de seu pai, no que se refere ao seu trabalho de disseminar o bem e renunciar a tudo, teve uma vida de profunda simplicidade. Gandhi, depois de um período em Londres para especializar-se em direito, retornou ao seu país natal, a Índia, a fim de defender os direitos de seu povo sem se utilizar da violência. Foi perseguido e, inúmeras vezes, violentado mas, até o fim de sua passagem aqui na Terra, disseminou aos quatro cantos, e sem temor, a sua mensagem em defesa da liberdade por meio da não-violência. E o que dizer de Madre Teresa? Muito embora tenha nascido na Macedônia, ainda jovem foi à Índia para assistir às inúmeras pessoas que padeciam nas ruas do bairro pobre de Calcutá. Cristã, sofreu as investidas de hindus e outros religiosos qua a viam com restrições, mas não se abateu e o resultado, o legado que nos deixou, foram inúmeras instituições de caridade espalhadas pelo mundo. Tão grande é a sua obra, que a madre recebeu o Prêmio Nobel da Paz em 1979.

Apresentar a história divina dessas três figuras às crianças é mostrar que os bons exemplos nascem da luta constante – sobretudo no que se refere a nós mesmos – e, havendo foco, comprometimento e amor, o destino é transformar-se em herói da verdade, aquele que – apesar de todas as dificuldades – não se deixa abater e permanece firme em seu propósito de fazer o bem a si e aos demais que o rodeiam.

 

Conheça os livros da Coleção Heróis da Verdade

Francisco, o Herói da Simplicidade: https://bit.ly/2kxlAAq

Gandhi, o Herói da Paz: https://bit.ly/2kIaQPE

Madre Teresa, a Heroína da Bondade: https://bit.ly/2mfwknz

Carolina Conti
Carolina Conti

Últimos posts por Carolina Conti (exibir todos)